CARTA ABERTA: Praças e oficiais da BM se unem

206

Pela primeira vez na história, as três principais categorias que representam praças e oficiais da Brigada Militar se uniram e entregaram ontem, ao governo gaúcho, um documento em que criticam a tentativa de incluir os militares estaduais no Regime Geral de Previdência Social (RGPS). No Palácio Piratini, o grupo encaminhou uma carta aberta ao governador Eduardo Leite. Assinado pela Associação dos Oficiais da BM (Asofbm), Associação dos Sargentos, Subtenentes e Tenentes d a BM (Asstbm) eaAbamf, que representa cabos e soldados da BM, o documento diz que a tentativa do governo viola a Constituição Federal e afronta a missão constitucional das corporações militares no RS.

Presidente da AsofBM, Marcos Paulo Beck critica a decisão do governador de liderar um movimento que retira conquistas, representa ‘um retrocesso’ e acaba com a estrutura militar. “Não abrimos mão dos nossos direitos. O governador quer nos tirar tudo que temos e não nos dar nada”, dispara. “Se a Brigada decidir parar, para o Estado. Antes de praticar maldades, que o governador pense nas repercussões”, conclui.

CORREIO DO POVO