Vereador Clemente (Uruguaiana) cobra posição do governo sobre a modernização da carreira de nível médio da BM

202

Na tarde de terça-feira (29/09), em Uruguaiana, o Vereador Clemente (PDT), aproveitando a presença no município do Vice-Governador e Secretário Estadual de Segurança Pública Ranolfo, o Líder do Governo na Assembleia Legislativa, Deputado Estadual Frederico Antunes e do SubComandante Geral da Brigada Militar, Coronel Santa Rosa, cobrou um posicionamento do Governo em relação à modernização da carreira dos hoje militares estaduais de nível médio da Brigada Militar e Bombeiros e também abordou a diferença na matriz salarial nos subsídios desses servidores.
O Vice-Governador e Secretário Estadual de Segurança Pública disse que o Governo tem conhecimento que o Comando-Geral das Corporações estão tratando com as Entidades de Classe que legitimamente representam a categoria sobre o assunto e irão aguardar o encaminhamento ao Governo.
Ranolfo disse ainda que reconhece que faltou um percentual nos subsídios desses Militares Estaduais e tem isso como compromisso. Quanto à modernização da carreira dos militares estaduais, após apresentação da proposta, o Governo irá se manifestar embora reconheça a necessidade.
O Vice-Governador salientou ainda as dificuldades do Governo que trata com a reforma tributária e que, no entendimento do Governo, é mais uma de suas prioridades.
O Vereador Clemente foi incisivo em sua manifestação, cobrando uma providência do Governo Estadual em relação à situação em que se encontram esses Militares Estaduais, sem perspectiva de carreira, e cobrou também do líder do Governo na Assembleia Legislativa sobre a necessidade do reconhecimento da Assembleia dessas questões que interferem diretamente na vida dos Policiais e Bombeiros Militares.
Aguardamos a resposta do Governo do Estado sobre a nossa proposta de modernização da carreira, mas destacamos ao Vice-Governador que é inadmissível que nossos Policiais e Bombeiros Militares continuem sem nenhuma perspectiva na carreira e sem o devido e merecido reconhecimento do Estado.