Senador Major Olímpio morre vítima da covid-19

92

Um dos principais defensores da segurança pública no Senado

Jefferson Rudy/Agência Senado

Morreu nesta quinta-feira (18/3/21), um dos maiores defensores da Segurança Pública e dos Policiais e Bombeiros Militares do Brasil. O senador Major Olímpio(PSL-SP) foi vencido pela covid 19, aos 58 anos. Antes de ser hospitalizado, no começo de marco, defendia a vacinação em massa como a melhor forma de enfrentar a pandemia e reivindicava prioridade de vacinação para os Militares Estaduais. O senador deixa esposa e dois filhos.

Major Olímpio ingressou na Academia de Polícia Militar do Barro Branco em 1978, onde exerceu funções na Polícia Militar de São Paulo até 2007, então eleito para o primeiro mandato como deputado estadual. Reeleito, ocupou uma vaga na Assembleia de São Paulo até 2015, quando tomou posse como deputado federal. Nas eleições de 2018 foi eleito senador e  tomou posse em 2019.

O militar e político defendeu a criação da Comissão de Segurança Pública. A criação da comissão(PRS 39/2017) foi aprovada no dia 10 de março, sem o voto do senador, já hospitalizado. Seu último pronunciamento foi feito no dia 3 de março, quando defendeu o direito dos servidores públicos no debate sobre a PEC Emergencial(PEC 186/2019).

Major Olímpio era bacharel em ciências jurídicas e sociais, jornalista, professor de educação física, técnico em defesa pessoal e instrutor de tiro. Também foi autor de livros como Reaja! Prepare-se para o Confronto – Técnica Israelense de Combate, de 1997, e Insegurança Pública e Privada, lançado em 2002.

É o terceiro senador a sucumbir a covid 19, que avança, rapidamente, em todos os estados brasileiros. Antes, faleceram os senadores José Maranhão, em fevereiro, e Arolde de Oliveira, em outubro.

A ABAMF presta homenagem a um dos políticos mais guerreiros na defesa da segurança pública.

Descanse em Paz; Missão Cumprida. 

Fonte: Agência Senado

Paulo Rogério Nascimento da Silva

Jornalista da ABAMF