ABAMF E DEMAIS REPRESENTAÇÕES DA SEGURANÇA PÚBLICA EM REUNIÃO CONJUNTA REPUDIAM PLC 378/2021

272

Na manhã desta segunda-feira (29/11), na sede da Associação dos Delegados de Polícia civil (ASDEP), em Porto Alegre, aconteceu uma reunião das representações dos servidores e militares estaduais da segurança pública.


A pauta única debatida é o Projeto de Lei Complementar 378/21, encaminhada pelo Governo do Estado à Assembleia Legislativa em regime de urgência, que acarreta mais prejuízos aos servidores estaduais.


Segundo o Governo Eduardo Leite, a proposta visa “estabelecer normas de finanças públicas no âmbito do Estado voltadas para a responsabilidade na gestão fiscal”, mas que na avaliação dos representantes da segurança pública traz grave prejuízo ao funcionalismo e à comunidade gaúcha.


Lamentavelmente, o Governo Eduardo Leite escolheu os servidores estaduais com alvo permanente de seus ataques, retirando direitos dos servidores e patrocinando um verdadeiro desmonte no serviço público estadual.


A síntese dessas medidas é deixar o funcionalismo público sem ter a reposição salarial justa e precarizar o serviço à população, pois serão dez anos de vigência desta medida, disse o Presidente da ABAMF José Clemente.