Entidades da Segurança Pública reúnem-se para analisar as ações da categoria diante do descaso do governo do estado.

321

Na data de hoje (28/03/22), reuniram-se todas as entidades que representam a Segurança Pública do Estado do Rio Grande do Sul: Brigada Militar, Corpo de Bombeiros Militar, Polícia Civil, Instituto-Geral de Perícias e Superintendência dos Serviços Penitenciários. A pauta foi no sentido de buscar medidas necessárias para que o Governo reconheça a peculiaridade do serviço dos servidores segurança pública, apresentando proposição de reposição das perdas salariais inflacionárias acumuladas, que no período chega a quase 50%.

Neste período nossos servidores passaram por graves situações de rico, seja pela exposição a pandemia ou pelo estresse de ter que atuar nessas condições extremas. Nossa categoria do nível médio permanece sem um plano de carreira definido e nossos servidores da Reserva Remunerada tiveram seus vencimentos achacados por descontos previdenciários diferenciados do que preconiza o Sistema de Proteção Social dos Militares, seguido pelos demais estados e Distrito Federal

A segurança pública tem apresentado significativos resultados positivos aos Estado, graças ao esforço dos profissionais da área, com o risco de suas vidas. Nossas categorias não foram recebidas para dialogar. A situação ficou insustentável, diante de um quadro de descaso e sucessivas retiradas de direitos, de modo que o movimento inicialmente movido pelos servidores civis da segurança, ganhou a adesão dos militares.

Presidentes das Entidades assinam o manifesto

Diante disso, como medida inicial, as entidades civis decidiram manter a paralisação nos dias 29 e 31 de março, o que foi apoiado pelas entidades militares. Posteriormente, após a visitação aos Deputados na Assembleia Legislativa, ficou marcada para amanhã (29/03), outras ações de mobilização que serão adotadas caso não haja uma resolução razoável por parte do Governo, dentro do prazo legal.

Assinam a nota os representantes das Entidades de Classe da área da Segurança Pública, conforme abaixo.