REAJUSTE NA PARCELA DE IRREDUTIBILIDADE FOI UM DOS PONTOS DEFENDIDOS NA REUNIÃO DA REPOSIÇÃO DAS PERDAS INFLACIONÁRIAS

304

Na tarde da quarta-feira (06/04), no Centro administrativo do Governo do Estado em Porto Alegre, ocorreu a reunião entre as representações dos segmentos sindicais e classistas da segurança pública e o Governo do Estado, para tratar sobre o percentual da reposição das perdas inflacionárias ao funcionalismo público e militares estaduais. Com a presença do Governador do Estado Ranolfo Vieira Junior e diversos Secretários Estaduais, entre eles, o Secretário Estadual de Fazenda, Secretário Estadual de Segurança Pública, o Secretário Estadual de Planejamento e o Chefe da Casa Civil e o Procurador-Geral do Estado foi detalhado pelo Governo em apresentação de slides, dados técnicos que segundo o Governo seria a justificativa e fundamentação para sustentar o índice de 6% apresentado no Projeto.
Podemos afirmar que embora tenhamos manifestado mais uma vez que não concordamos com o pifeo índice apresentado, ainda tivemos o alcance de uma de nossas propostas que garante a aplicação deste índice de correção na parcela de irredutibilidade dos militares estaduais, causando um menor prejuízo neste momento.
O Governador ainda informou às lideranças que a partir da próxima semana os segmentos serão chamados individualmente pelo Governo para tratar as pautas específicas que no caso dos militares estaduais está a modernização da carreira dos hoje ditos de nível médio, a recuperação dos 3,01% a menor nos subsídios da graduação de Soldado a 1° Tenente, dentre outras.
Nosso trabalho é uma luta constante com o Governo que com o apoio da base aliada na Assembleia Legislativa, tem nos retirado vários direitos conquistados ao longo de nossa carreira e que não podemos perder ainda mais, enfatizou o Presidente Estadual da ABAMF, José Clemente