ABAMF participa de encontro com Militar que evitou a morte de idoso

134

O vice-presidente da ABAMF, Jairo Rosa, participou nesta quinta-feira (9) de café no Comando da Brigada Militar, onde estava presente o Soldado da 4ª Cia do 15° Batalhão de Polícia Militar (15° BPM), Daniel Timm, que na segunda-feira (6), em Canoas, entrou em um valão para resgatar um motorista idoso que ficou preso ao veículo e estava quase submerso.
Jairo foi prestigiar o Soldado, mas também solicitar ao Comandante-Geral, Coronel Cláudio Feoli, a promoção do Soldado Timm, por ato de bravura, já que o militar demonstrou total competência à sua missão e honrou de forma exemplar seu juramento. “É nossa obrigação enquanto entidade representativa solicitar o reconhecimento do ato, devemos valorizar os nossos militares, nobres homens e mulheres que escolheram olhar o próximo e o seu Estado com extrema atenção”, afirmou Jairo.
O Comandante-Geral, Coronel Cláudio Feoli, destacou que a Brigada Militar é uma das mais preparadas do país, e que o ato do Soldado é grandioso. “Honramos a nossa farda, a profissão que nos escolheu, diariamente homens e mulheres arriscam suas vidas em prol de pessoas que nem mesmo conhecem, fazendo por amor e missão de vida o que foram treinados e o que sabem fazer de melhor”, disse.
O Comandante do Policiamento Metropolitano, Coronel Luz, ressaltou que o ato, que para muitos pode ser impensado, é completamente dentro de um padrão de formação que o Policial Militar tem, e mais, de alma.
“Este ato é feito por alguém muito preparado para isso, em meio adverso, o Soldado não fez isso sem ter pensado, mesmo que muito rápido. Ele retirou a pessoa de lá quase desacordada, essa profissão é para poucos. Nós somos os únicos que juramos proteger a sociedade com o risco da própria vida”, destacando que este ato heroico é quase diário na Policia Militar do RS.
“Nós estamos preparando um processo no mínimo para uma medalha, e o Comando estudará uma possível promoção, mas nós iremos encaminhar os pedidos, tudo o que este Policial Militar, este herói, merece”, afirmou Luz.
O Comandante do 15° Batalhão, Tenente Coronel Dirceu, destacou que “este é um daqueles momentos onde o militar vai em direção ao tiro, enquanto alguns correm dele”.
Dirceu disse ainda, que se o Soldado não agisse de forma instintiva, mas consciente, talvez ele não tivesse salvado o idoso. “Isso é muito da nossa formação, do que a gente traz. Esse tipo de ação comprova e explica o que a gente não consegue explicar com palavras”, finalizou.
Daniel Timm, destacou que seu primeiro pensamento foi saltar. “Eu precisava agir o mais rápido possível, senão em questão de segundos ele viria a óbito, porque a água já estava na altura do peito. Fomos informados a partir do 190 que tinha um veículo no valão e um motorista preso. Graças a Deus deu tudo certo, e mesmo sabendo dos riscos, não pensei duas vezes e faria novamente”, disse.