NOTA DE REPÚDIO

268

A Associação Beneficente Antônio Mendes Filho dos Servidores de Nível Médio da Brigada (ABAMF) manifesta profunda indignação aos ataques machistas, racistas e preconceituosos proferidos contra uma Policial Militar.
A participação da mulher no quadro dos militares estaduais demonstra a dedicação, a capacidade, o talento e o comprometimento das Policiais Militares na defesa e proteção da sociedade gaúcha, bem como agrega imprescindível qualidade ao trabalho policial.
Ataques contra a população negra e, em especial, contra as mulheres negras que participaram das fileiras da Brigada Militar, além de uma atitude criminosa, evidencia a necessidade permanente da luta contra o racismo estrutural.
É, por isso, ainda que não admitimos que atos e agressões contra Policiais Militares não sejam devidamente apurados de forma ágil, para a identificação desses vis agressores.
Cobramos do Comando-Geral da Brigada Militar identificação do indivíduo que profere de forma covarde agressões covardes contra Policial Militar através de áudios, a fim de que sejam adotadas as providências legais para a responsabilização desse indivíduo.
Temos orgulho de nossa farda e de nossa missão em proteger e garantir a segurança da sociedade gaúcha e, por isso, não aceitamos atos criminosos de agressão contra os militares estaduais.
Reiteramos nosso integral apoio à colega Policial Militar e acompanharemos atentamente toda essa situação.