Coronel Mário Ikeda é o novo secretário adjunto da Segurança Pública

679
Caron, Leite, Ikeda e Vivan durante confirmação dos novos integrantes da cúpula da Segurança Pública – Foto: Maurício Tonetto/Secom

O governador Eduardo Leite anunciou, no fim da tarde desta quinta-feira (16/2), o coronel Mário Ikeda como novo secretário adjunto da Segurança Pública, pasta que é conduzida pelo secretário Sandro Caron. Ikeda, que já foi comandante da Brigada Militar, atualmente é secretário de Segurança de Porto Alegre, cargo do qual está em processo de desligamento.

“O coronel Ikeda foi um grande parceiro nosso no primeiro mandato, exercendo um papel muito importante no comando da Brigada Militar. É uma pessoa muito qualificada e alinhada aos nossos objetivos na Segurança Pública, que incluem a redução dos indicadores de criminalidade e a qualificação do programa RS Seguro. O seu trabalho será um grande acréscimo para o governo atingir as suas metas”, afirmou Leite.

Além do anúncio de Ikeda, Leite oficializou a indicação do delegado Andrei Vivan para ser o novo diretor-geral da Secretaria da Segurança Pública.

Mário Ikeda

Mario Yúkio Ikeda ingressou na Brigada Militar em 1985 e passou por diversas unidades. Participou da Força Nacional de Segurança Pública que atuou nos Jogos Pan-Americanos e Parapan-Americanos no Rio de Janeiro e atuou na Copa das Confederações, em 2013, integrando a Secretaria Extraordinária de Segurança de Grandes Eventos.

Foi gerente de Operações do Centro Integrado de Comando e Controle Regional (CICCR) do Estado durante a Copa do Mundo de 2014, comandante do Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) e comandante do Comando de Policiamento da Capital (CPC). Exerceu o cargo de subcomandante-geral da Brigada Militar, e, na sequência, de comandante-geral da Brigada Militar entre 2018 e 2019. Atualmente é secretário de Segurança de Porto Alegre.

Andrei Vivan

O delegado de Polícia Andrei Luiz Vivan se formou na Academia de Polícia Civil em 1998. Atuou em delegacias do Interior, da Região Metropolitana e da capital, além de ocupar postos em delegacias especializadas do Departamento de Investigações Criminais (Deic) e da Divisão Especial da Criança e do Adolescente (Deca). Bacharel em Direito pela PUCRS e pós-graduado em Direito Penal e Processo Penal e de Direito Público, estava na função de coordenador jurídico do Gabinete da Chefia de Polícia.

Texto: Juliano Rodrigues/Secom
Edição: Secom