ABAMF e entidades reúnem-se com Secretariado e Comando para tratar da reivindicação da reposição salarial

364

Na tarde desta sexta-feira 08/03/2024, a diretoria da ABAMF-BM Estadual, representada por seu Presidente Maico VOLZ e Secretário Geral DIONATAS Souza, juntamente com representantes de outras entidades de Classe, estiveram reunidos com o Chefe da Casa Civil Sr. Artur Lemos, Secretário de Segurança Del. Sandro Caron, Comandante Geral da Brigada Militar Cel Cláudio Feoli e Comandante dos Bombeiros Militares Cel Eduardo Estêvam.

A reunião teve como pauta principal a reivindicação da categoria em REPOSIÇÃO SALARIAL MÍNIMA DE 32%.

Na oportunidade, foi mais uma vez destacado pelos representantes da categoria aos presentes, a situação de extrema preocupação das entidades com a situação de desvalorização que a categoria está passando. “Estamos quase fechando uma década sem sequer recebermos a reposição da inflação. Nosso poder aquisitivo se comparado ao ano de 2018, está com menos de 1/3 de poder de compra.” Destacou Maico VOLZ, presidente da ABAMF-BM M. Já o secretário DIONATAS Souza, enfatizou os dados alarmantes de centenas de ações que tratam sobre o superendividamento de seus associados, que diariamente são ingressadas pelo departamento jurídico da entidade.

O chefe da Casa Civil Artur Lemos, disse reconhecer a situação dos Militares Estaduais do RS, reafirmando o compromisso do Estado em apresentar uma proposta de reposição Salarial nas próximas semanas, destacando que estão trabalhando em projetos para aumentar a arrecadação do Estado, e assim, apresentar a melhor proposta possível para a categoria.

Sabendo que o percentual de 32% para os postos mais elevados das instituições Militares, acarretaria em grande valor, foi mais uma vez destacada a sugestão de reposição linear em valor fixo para todos os servidores, Ex: R$ 3.000,00do soldado ao Coronel, com o intuito de reestabelecer a verticalidade e reposição inflacionária no mesmo ato.

A ABAMF segue vigilante e lutando por melhorias para todos seus associados.

Seja sócio ABAMF e fortaleça está luta!