Justiça condena homem que tentou matar três policiais em galeteria

140
Outro assaltante morreu em confronto com a BM após o assalto em São Leopoldo | Foto: Brigada Militar / Divulgação / CP Memória
Outro assaltante morreu em confronto com a BM após o assalto em São Leopoldo | Foto: Brigada Militar / Divulgação / CP Memória

Condenado é apontado ainda por envolvimento na morte do ex-secretário de Saúde de Porto Alegre, Eliseu Santos

A Justiça condenou a 49 anos de prisão Eliseu Pompeu Gomes por roubos e tentativa de homicídio a três policiais militares durante o assalto a uma galeteria, em março de 2014, em São Leopoldo, no Vale do Sinos. A pena deve ser cumprida em regime fechado. Ele foi a júri popular na tarde desta terça-feira na 1ª Vara Criminal da cidade. O homem é apontado ainda por envolvimento na morte do ex-secretário de Saúde de Porto Alegre, Eliseu Santos, em 2010.

No crime de São Leopoldo, o homem chegou armado ao estabelecimento comercial com seu comparsa. Em seguida, eles renderam clientes e funcionários e anunciaram o assalto. O parceiro de Eliseu Gomes já havido trabalhado no local e, por isso, a dupla já sabia da rotina e modo de operação do estabelecimento. Sabiam inclusive onde o dinheiro era armazenado.

A Brigada Militar foi acionada por vizinhos e os dois PMs foram até o local. Ao perceberem a presença dos policiais, a dupla fez duas pessoas reféns e as utilizaram como escudo até a viatura. Em seguida, foram liberadas. A dupla trocou tiros com os policiais e ingressou no veículo da BM, mas não chegou a dar a partida. Éderson foi atingido e morreu dentro do automóvel. Já Eliseu, que seguiu atirando contra os PMs, foi baleado ao tentar sair do carro e, então, preso em flagrante. Reféns e policiais não foram feridos.

Os crimes foram cometidos em comunhão de esforços, mediante grave ameaça, exercida com emprego de arma de fogo e com restrição à liberdade dos reféns.

CORREIO DO POVO