Acidente que matou servidoras da Segurança deixa Amapergs e Ugeirm de luto no RS

217

LUTOColisão provocou a morte de uma inspetora e de uma agente penitenciária. Técnica de enfermagem segue internada em estado grave

O Sindicato dos Servidores Penitenciários do Rio Grande do Sul (Amapergs) e o Sindicato dos Escrivães Inspetores e Investigadores de Polícia do Rio Grande do Sul (Ugeirm) declararam luto em função de um acidente com duas mortes, registrado nessa madrugada no km 163 da BR-290, em Butiá, na região Carbonífera. Três servidoras públicas eram ocupantes de um Fiesta que bateu contra um caminhão. Morreram a inspetora da DP de São Jerônimo Meri Dutra Sampaio, de 41 anos, e a agente prisional da Penitenciária de Arroio dos Ratos Lígia Padilha, de 34. A técnica de enfermagem do Hospital de Charqueadas Cibele Amaral, de 39 anos, segue internada em estado grave no HPS da Capital. As três vinham de uma festa de inauguração de um pub em Butiá. A Polícia do município abriu inquérito para investigar o caso.

O presidente do Amapergs Sindicato, Flávio Berneira, declarou que a categoria está consternada com a tragédia. “Somos uma grande família. É a perda de uma vida, de uma colega…”, lamentou. O dirigente ainda inclusive que Lígia era filha de agente penitenciário.

Já o presidente da Ugeirm Sindicato, Isaac Ortiz, manifestou solidariedade à família da inspetora Meri, em nome da categoria. Ele recordou que a policial civil havia participado, com outros colegas da Região Carbonífera, da manifestação da segurança pública ocorrida no dia 8 no Centro de Porto Alegre.

Já no Hospital de Charqueadas, a apreensão era grande entre os funcionários em relação ao estado de saúde de Cibele.

O acidente mobilizou a Polícia Federal, além do Corpo de Bombeiros e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

Fonte:Correio do Povo e Rádio Guaíba