Secretaria garante reforço de horas extras e policiais em Charqueadas

218
Após protesto na SSP nesta manhã, pasta garante reforço no policiamento Foto: Tadeu Vilani  / Agência RBS
Após protesto na SSP nesta manhã, pasta garante reforço no policiamento
Foto: Tadeu Vilani / Agência RBS

Após assassinato de jovem, prefeitura solicitou mais policiamento

A Secretaria Estadual de Segurança garantiu a suplementação de 1,8 mil horas extras aos policiais de Charqueadas. Além disso, nove brigadianos serão transferidos ao 28º Batalhão de Polícia Militar para reforçar o policiamento.

Depois do assassinato de um jovem de 17 anos – na madrugada do último sábado (1º) – o prefeito Davi Gilmar Souza se reuniu, nesta quinta-feira (6), com o secretário da Segurança Wantuir Jacini, para pedir por mais segurança no município. Conforme o prefeito, há apenas uma viatura no município e a violência tem aumentado neste ano.

Os PMs que irão reforçar a segurança serão transferidos da Penitenciária Estadual do Jacuí na próxima semana. O pagamento das horas extras já foi autorizado pela secretaria ao Comando Regional Centro-Sul. A pasta ainda destaca que outras viaturas também serão utilizadas no policiamento ostensivo.

Além do prefeito, vereadores e representantes de entidades também estiveram na Secretaria de Segurança, nesta manhã, onde realizaram uma manifestação. O grupo carregava faixas e cartazes pedindo por mais policiais nas ruas.

MP recorre de decisão da Justiça
Apesar da Justiça determinar a apreensão de apenas dois dos adolescentes suspeitos do crime por entender que não há elementos suficientes para isso, o Ministério Público ingressou, nesta manhã, com novo pedido de apreensão de outros quatro jovens. Oito adultos, entre 18 e 20 anos, foram presos de forma preventiva no início da semana.

A briga ocorreu no Centro da cidade. O adolescente morto não tinha antecedentes criminais e não era o alvo dos agressores e sim o casal de amigos que é de São Jerônimo. O fato de serem de fora da cidade seria o motivo pela agressão, de acordo com a Promotoria. O pai do jovem também ficou gravemente ferido. Ele aguardava o filho e, ao ver o adolescente sendo agredido, tentou defendê-lo e foi espancado.

GAÚCHA