Policiais terão descontos no comércio de Novo Hamburgo

129
Foto: Fábio Radke/GES-Especial  Andrea detalhou projeto em evento realizado na Sociedade Ginástica na noite desta quarta-feira, dia 16
Foto: Fábio Radke/GES-Especial
Andrea detalhou projeto em evento realizado na Sociedade Ginástica na noite desta quarta-feira, dia 16

O projeto Amigo do Movimento #Paz, que busca acolher e proporcionar benefícios aos profissionais que trabalham pela segurança do município, foi lançado na noite desta quarta-feira, dia 16, na Sociedade Ginástica Novo Hamburgo. A iniciativa vai propiciar descontos a agentes da Brigada Militar, Polícia Civil, Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe), Guarda Municipal (GM) e Bombeiros, em serviços e produtos nos segmentos de alimentação, saúde, lazer e educação. Em torno de 600 cartões foram entregues aos profissionais que atuam na segurança pública. Os 107 estabelecimentos participantes serão identificados com um adesivo e uma placa.

“Percebemos algumas dificuldades que esses agentes que chegavam de concursos ou do interior enfrentam na chegada à cidade. E baseado nessa situação resolvemos agir em duas frentes, que é apoiar e valorizar essas pessoas que enfrentam a criminalidade e colocam suas vidas em risco para defender a comunidade”, explica a coordenadora do Movimento #Paz, Andrea Beckenkamp.
Carteirinhas
As carteirinhas nominais entregues durante o lançamento do projeto apresentam a corporação do agente e número da matrícula. “Já a partir de amanhã (quinta-feira), as carteirinhas já podem ser usadas pelos profissionais nos estabelecimentos conveniados com apresentação de um documento com foto. O percentual de desconto varia de 5% a 50% de desconto”, explica Andrea, que afirma que há estudos para ampliação da iniciativa para municípios da região.
O secretário adjunto da Secretaria de Segurança do Estado, Alciomar Goersch, elogiou o projeto hamburguense. “É uma prática com vantagens legais que deve ser expandida. O Estado não tem condições de colocar um policial na porta de casa de cada cidadão e esse tipo de organização da sociedade é louvável”, entende.
JORNAL NH