Grupo protesta por mais segurança e justiça em Porto Alegre

141
Foto: Marcelo Kervalt / Agência RBS
Foto: Marcelo Kervalt / Agência RBS

Cerca de 30 pessoas percorreram algumas ruas e avenidas de Porto Alegre na tarde deste domingo exigindo segurança e justiça. O ato foi realizado por amigos e familiares dos dois homens assassinados no dia 22 de outubro na Rua Doutor Júlio Bocaccio, esquina com a Avenida Bento Gonçalves, bairro Santo Antônio, na Zona Leste da Capital.

— Eram pessoas boas, que não tinham envolvimento com tráfico. Eles foram confundidos e mortos pelas costas. Este manifesto é para não deixar o caso cair no esquecimento — disse um dos organizadores do protesto que prefere não ter o nome divulgado por medo de retaliação.

Na noite do crime, uma dupla em uma moto verde passou pela rua onde estavam as vítimas e abriu fogo contra Maxi William da Rosa, que morreu no local, e Leandro Pereira Scherer dos Santos, que morreu no hospital. As vítimas, ambas de 28 anos, estavam em frente a um posto de gasolina, em via pública.

Próximo dali, a cerca de 200 metros, em uma casa noturna localizada na Avenida Bento Gonçalves, supostamente um dos integrantes da dupla atirou contra uma mulher, que foi encaminhada para o Hospital de Pronto-Socorro (HPS). A Polícia Civil investiga a ligação entre os dois casos.

*Zero Hora