Com mais de 80% dos gaúchos criticando a Segurança Pública, oficial justifica que insatisfação é nacional

115

PMs-960x600Diretor da Pasta lembrou, ainda, que fragilidade das leis também explica descontentamento

Após uma pesquisa ter contabilizado índice elevado de insatisfação dos gaúchos com a segurança pública, o diretor do Departamento de Gestão Estratégica Operacional da Secretaria da Segurança do Rio Grande do Sul, tenente-coronel Luiz Porto, atribuiu o descontentamento a uma “insatisfação nacional”. Nesta sexta-feira, uma consulta feita pelo Instituto Paraná Pesquisas, a pedido do Correio do Povo, revelou que a principal insatisfação dos eleitores com o governo Sartori se refere à segurança pública: 81,5% dizem desaprovar a gestão nessa área.

Para Porto, a decepção em âmbito nacional e a fragilidade das leis em vigor contribuem para a aborrecimento dos eleitores. O tenente-coronel sustenta que os órgãos de polícia realizaram mais de 100 mil prisões em 2015, mas o chamado “prende e solta” colocou 95% dos criminosos novamente em liberdade.

“O que as pessoas desaprovam são as leis e a frouxidão deste País. Toda esta crise nacional desafoga na segurança pública, desafoga na área da segurança, que é a ponta da lança de todo um sistema”, avaliou.

O tenente-coronel reconheceu, porém, que o Rio Grande do Sul trabalha, hoje, com um deficit de policiais militares. Sobre o suposto aumento da sensação de insegurança, o porta-voz do governo classificou como “subjetivo”, dizendo que diferentes interpretações podem ser feitas sobre a questão. Por último, Porto garantiu que as ações policiais vão continuar ocorrendo, e inclusive citou a ampliação da segurança no litoral durante o período de veraneio.

Saiba mais

Durante a pesquisa, os entrevistaram responderam: “De uma maneira geral, o Sr(a) diria que aprova ou desaprova a administração do Governador do Rio Grande do Sul, Ivo Sartori, até o momento?”. O governo teve 60,6% de desaprovação, contra 35,9% de aprovação. Outros 3,5% não souberam responder ou não opinaram. Em abril, Sartori tinha 54,4% de aprovação e 38,9% de rejeição. Para 43,3% dos entrevistados, a administração está indo pior do que se previa. A pesquisa mostra, ainda, que a principal insatisfação dos gaúchos é com a segurança pública: 81,5% desaprovaram o governo nessa área. Em segundo lugar vem saúde pública, com 77,4% de reprovação.

Fonte:Lucas Rivas/Rádio Guaíba