NH: Corpo de Bombeiros da região atua com metade do efetivo ideal

132
Foto: André Flores/Especial Segundo o Comando Regional, efetivo é metade do necessário para a região
Foto: André Flores/Especial Segundo o Comando Regional, efetivo é metade do necessário para a região

Segundo o Comando Regional, 225 soldados militares trabalham nos quartéis, quando o adequado seriam 450 servidores

Um incêndio numa casa de madeira distante cerca de 800 metros do quartel do Corpo de Bombeiros de Novo Hamburgo, no domingo, e a demora de 15 minutos para a chegada da primeira viatura ao local reacendeu um antigo problema: a falta de efetivo. No 2º Comando Regional, que engloba diversas cidades da região, são 225 servidores, quando seriam necessários 450. Quem revela o dado é o comandante regional, coronel Carlos Daniel Coelho. Para piorar a situação, 15 soldados foram deslocados para o litoral para a Operação Golfinho. O Jornal NH consultou ainda outros municípios da região que não englobam esse comando e constatou que, em muitos deles, são os bombeiros voluntários que garantem o atendimento.

No caso de Novo Hamburgo, a demora no atendimento foi por causa de duas ocorrências ao mesmo tempo. “Às 16h52, fomos chamados para atender essa ocorrência distante 23 quilômetros do Centro, em Lomba Grande. Às 17h15, recebemos a chamada da ocorrência perto da Avenida Doutor Maurício Cardoso. Mesmo sendo bem próxima do quartel, não tivemos outra alternativa a não ser pedir os reforços”, detalhou o comandante Ben-Hur da Silva. Ele confirmou que Novo Hamburgo conta com apenas uma guarnição por turno, cada uma contando com quatro bombeiros. “É muito raro isso acontecer”, observou sem citar quantos bombeiros estão faltando na cidade.
“A situação já foi bem pior”, aponta comandante
Para o coronel Coelho, a defasagem não é nenhuma novidade. Por isso, a estratégia de seu comando é estruturar cada vez mais quartéis na região por causa da falta de previsão de contratação de novos soldados e intensificar ações de prevenção. “Nossas cidades são próximas. Isso facilita nosso deslocamento. A situação já foi bem pior, pois Novo Hamburgo tinha que atender municípios vizinhos. Agora, eles prestam socorro entre si.”
O 2º Comando Regional dos Bombeiros, com sede em São Leopoldo, atende Novo Hamburgo, Sapucaia do Sul, Portão, Rolante, Estância Velha, Esteio, Campo Bom, Dois Irmãos, Sapiranga, Parobé e, ainda, Taquari. Em seis dessas cidades, as unidades contam com bombeiros mistos. “Em breve, teremos novas unidades em Ivoti e Nova Hartz.”
Pela região
 JORNAL NH