Policiais militares voltam ao Vale após Operação Golfinho

109
VALEComando Regional descarta hipótese de deslocamento dos brigadianos para reforçar policiamento em Porto Alegre
Vale do Taquari – Na segunda-feira (29), será encerrada oficialmente a Operação Golfinho 2015/2016. Assim, os brigadianos do Comando Regional de Polícia Ostensiva do Vale do Taquari (CRPO-VT) que ainda estão no litoral e áreas de balneários deverão retornar aos seus postos e reforçar a segurança na região. Em dezembro, cerca de 70 militares foram transferidos temporariamente para a operação.

Conforme o comandante do 22º Batalhão de Polícia Militar (22º BPM) de Lajeado, tenente-coronel César Augusto Pereira da Silva, os servidores estão escalados para trabalhar e se apresentam já na terça-feira (1). Com o retorno, o quadro pessoal do CRPO-VT se completa e a Brigada Militar espera intensificar o policiamento ostensivo e as operações na região, inclusive em conjunto com a Polícia Civil.

Na semana passada, brigadianos dos Batalhões de Operações Especiais (BOEs) de Santa Maria e Passo Fundo foram deslocados para Porto Alegre para apoiar as ações de enfrentamento à onda de violência em algumas regiões da capital. Parte do efetivo que se desligará da Operação Golfinho na segunda-feira também poderá ser remanejado para atuar em Porto Alegre, ao invés de retornar para os quarteis do interior do Estado. Silva descarta, no entanto, a hipótese de deslocamento dos PMs do Vale para a capital. “Não houve convocação, nem haverá”.

Temporários

Mais de 170 policiais militares com contratos temporários – dois anos, prorrogáveis por mais um – foram dispensados na sexta-feira (26), por falta de renovação contratual pelo governo do Estado. O anúncio foi feito na noite de quinta-feira, mas na manhã do dia seguinte, o governo informou que os servidores serão chamados para retornarem ao trabalho. O transtorno teria sido causado por uma falha administrativa e os militares terão seus contratos prorrogados por mais um ano.

Os brigadianos atuam apenas em guardas de presídio e quarteis, por isso não podem participar do policiamento ostensivo. Segundo o tenente-coronel, três servidores com contratos temporários que atuavam na região – dois em Lajeado e um Encantado – foram dispensados na sexta-feira. Ainda não foi oficializada a data para retorno desses militares. O comando precisou remanejar o efetivo das ruas para cobrir a dispensa e fazer a guarda nos presídios de Lajeado e Encantado.

BM divulga nota sobre segurança em Lajeado

O comando da 1ª Companhia do 22º Batalhão de Polícia Militar (22º BPM) de Lajeado divulgou, na sexta-feira (26), uma nota de esclarecimento sobre os delitos da última semana e índices de prisões e crimes em janeiro e fevereiro deste ano. O documento aponta que entre a segunda-feira e o meio-dia de sexta-feira foram registrados três furtos; um arrombamento em residência; um furto em veículo; um roubo de veículo; um roubo a estabelecimento comercial, e um latrocínio – roubo seguido de morte, no município. No mesmo período, foram efetuadas cinco prisões e uma apreensão de adolescente infrator.

Em nota, o comando defende que não existe uma situação de caos na segurança pública de Lajeado e que a Brigada Militar (BM) permanece em serviço para reduzir a criminalidade. “Precisamos trabalhar muito mais para melhorar a segurança pública em nossa cidade, temos certeza disso e diariamente estamos buscando ações para melhor atender a nossa comunidade.”

Índices

Segundo a BM, 27 pessoas foram detidas em janeiro deste ano, enquanto 14 pessoas foram presas no mesmo período de 2015. Em fevereiro, já são contabilizadas 30 prisões feitas pelo policiamento. Também foi registrada queda de 38% nos índices de arrombamento a residências, 50% nos arrombamentos a estabelecimentos comerciais e o número de roubos de veículos caiu pela metade no primeiro mês deste ano, em comparação a janeiro do ano passado.

Crédito da notícia: Redação – Natalia Nissen

 O Informativo do Vale