Rio Grande tem cinco bombeiros para combater incêndios em toda a cidade

113
Na última sexta-feira (12) foram fechadas as unidades do Balneário Cassino e do Bairro Trevo Foto: Karoline Ávila /Rádio Gaúcha
Na última sexta-feira (12) foram fechadas as unidades do Balneário Cassino e do Bairro Trevo
Foto: Karoline Ávila /Rádio Gaúcha

São dois motoristas, três bombeiros e dois caminhões para atender mais de 200 mil habitantes

Apenas cinco bombeiros trabalham nesta terça-feira (16) no quartel central de Rio Grande – o único dos três que não foi fechado por falta de suplementação de horas extras. São dois motoristas, três bombeiros e dois caminhões para atender a demanda da cidade que tem mais de 200 mil habitantes.

Na última sexta-feira (12) foram fechadas as unidades do Balneário Cassino e doBairro Trevo. No mesmo dia, em Pelotas, o quartel do Bairro Fragata também foi temporariamente desativado.

Segundo fontes ouvidas pela reportagem, é o terceiro ano consecutivo em que há o fechamento de unidades por falta de horas extras.

No verão, o pagamento de horas extras aumenta porque muitos bombeiros deixam as corporações para atuar na Operação Golfinho. A reportagem não conseguiu contato com o comandante do 3° Comando Regional dos Bombeiros (3° CRB).

 

GAÚCHA