Posto da BM no Parque da Redenção, em Porto Alegre, é desativado

117
Posto-BM
Posto da BM do Parque da Redenção é desativado. Foto: Eduardo Paganella

Segundo o comandante do 9ºBPM, o fechamento deve promover maior interação entre PMs, que ficarão nas ruas, e a comunidade

Os moradores e comerciantes do bairro Bom Fim e arredores estão preocupados com o fechamento do posto da Brigada Militar localizado nas proximidades do Parque da Redenção, em Porto Alegre. A unidade, que já estava sendo pouco utilizada pela corporação, será totalmente desativada até amanhã. Parte do mobiliário já foi retirada do local. O fechamento, segundo o comandante do 9º BPM, tenente-coronel Marcus Vinícius Oliveira, deve-se à uma questão de produtividade dos policiais.

“O policial que fica ali fica engessado entre quatro paredes. A resposta para a população é nula. Aquilo é uma estratégia da década de 1970 e 1980. A partir daquela base, se trabalhavam com estratégias de policiamento. Mas há uma necessidade de proatividade e interação maior com a comunidade e ele estar atuando em via pública em prol da segurança.” ponderou Oliveira.

O tenente-coronel acrescentou que a questão econômica foi levada em consideração ao definir pelo fechamento do posto. Cinco PMs que atuavam no local farão parte do policiamento ostensivo. O prédio, que pertence à Prefeitura e foi cedido à BM, deve ser devolvido ao município nos próximos dias. O comandante do 9º BPM disse ainda que um micro-ônibus está circulando pelo Parque da Redenção, atuando como posto móvel. No entanto, não há garantias que o equipamento permaneça no espaço público.

O fechamento do posto policial desagradou moradores e comerciantes da região. Floriculturistas temem a elevação dos assaltos. O frentista de um posto de combustíveis localizado ao lado do prédio onde atuava a BM afirmou que o fechamento do ponto deve aumentar a sensação de insegurança.

“Ele dava um pouco mais de segurança, pois afugentava um pouco os bandidos que passavam por aqui. Principalmente para nós, que trabalhamos com dinheiro, e lidamos com valores. Com a saída do posto, acredito que a criminalidade vá aumentar aqui”, afirmou.

Associações que representam moradores de bairros da região vão fazer uma manifestação no final da tarde desta quinta-feira. Está previsto um abraço ao prédio onde ficava o posto policial.

Fonte:Eduardo Paganella / Rádio Guaíba