CORREIO BRIGADIANO: Policial é preso por abandono de posto em Canoas

233
IMAGEM ILUSTRATIVA
IMAGEM ILUSTRATIVA

(abc/Correio) – A situação requerer que se saiba de tudo que ocorreu no local. Seja como for, até onde sabemos no auto de prisão em flagrante o crime foi o abandono de posto, se assim for, não entendo como ele poderia abrir a porta para sua superior, mesmo que tenha demorado para o fazê-lo, se supostamente havia abandonado o posto?

Por esta e outras que minha opinião é que este regulamento precisa ser urgentemente modificado, não é admissível que um policial, pai de família seja preso por uma infração administrativa, ou crime militar como queiram.

Que seja revisto este regulamento e que seja punido com suspensão ou algo similar, quem sabe na terceira suspensão que venha a expulsão.

Agora, ser preso por um picuinha destas é que não dá para aceitar. Ser jogado junto a criminosos, ladrões, assaltantes, no meio de verdadeiros criminosos, embora ainda que seja em um presídio militar, não está correto.

A liberdade é o bem maior e não deveria ser privado por motivos tão banais.

 – (abc/Correio) – JLK

Policial Militar, o qual não iremos fornecer o nome para preservar sua identidade, foi preso hoje, 14/07 pela Oficial. Conforme divulgado em grupo fechado do WhatsApp a Capitã deu a voz de prisão ao soldado por abandono de posto, ou por estar dormindo no posto, ainda não esta bem esclarecido.

Ao chegar na Cia o soldado teria demorado a abrir a porta e estava sem o cinto de guarnição, o que na visão da capitã comprovaria que ele estivesse dormindo no posto.

Soldados que conhecem a anos o soldado relataram no grupo que o soldado não tem boca para nada, guri bom, só fazia o dele na permanência e mais nada. Muitos estão indignados e achando muito injusto tudo isto.

Um policial militar relatou que esteve na casa da família do soldado que foi preso, informou que ao contar a situação para a esposa que estaria com um dos filhos no colo e chorando, o policial quase chorou junto. As palavras do policial foram:

“Quase chorei junto,ver a família de um colega e amigo assim é f…, por uma besteira, cheio de vago na rua, a brigada caindo aos pedaços, nem receber em dia recebemos e é esse o estimulo dos nossos superiores que temos”.

Conforme o advogado do soldado, Dr Fábio, o soldado será levado para o Departamento Médico Legal para exames e posterior para o Batalhão de Policia de Guarda. O advogado já fez o pedido de liberdade provisório e no mais tardar deve acontecer amanhã a tarde.

LINK DA NOTICIA  NO CORREIO BRIGADIANO AQUI

FONTE: Grupo Fechado WhatsApp

FATO SEMELHANTE TAMBÉM OCOREU EM PERNAMBUCO

267adb95de2b01c7bde48797cc310d15Quatro policiais militares lotados no 16º Batalhão foram presos acusados de terem saído da rota de trabalho, na noite desta terça-feira (24). De acordo com as normas do Código de Conduta Militar, esse tipo de infração é considerada gravíssima e cabe sanção penal.

Os PMs foram localizados pelo GPS da viatura e levados à Corregedoria para prestar esclarecimento. Todos foram autuados por desobedi&eciecirc;ncia e abandono de posto e encaminhados ao Centro de Reeducação da Polícia Militar (Creed).

Representantes da Associação de Cabos e Soldados estiveram no local e questionaram a punição dada aos policiais. “(a prisão) feriu o princípio de razoabilidade e da proporcionalidade. Nenhum trabalhador ao cometer qualquer tipo de infração, não comprovada, vai ser levado para a prisão por causa disso”, questiona o presidente da Associação, Albérisson Carlos.

De acordo com ele, os policiais teriam saído da rota para poder jantar, já que o Batalhão onde eles são lotados não oferece local adequado para os PMs se alimentarem. “Eu desafio o Estado mostrar qual batalhão tem estrutura para os policiais militares fazerem, de maneira humana e decente, suas refeições”, finalizou Albérisson.

TV Jornal