Jacini promete tratamento especial para o Vale do Sinos

128

wantuir_jacini___foto_divulgacao_governo_do_rs-1581826Secretário da Segurança assegura que ações das polícias no Vale do Sinos se intensificarão

A recente liberação de diárias e horas extras para os organismos da segurança pública gaúcha terá reflexo na qualificação do trabalho das polícias no Vale do Sinos. Quem garante é o secretário da Segurança Pública, Wantuir Jacini: “A região terá tratamento especial, até porque estão no Vale do Sinos e região metropolitana 15 das 19 cidades que concentram 85% dos crimes no Estado”.

Ele assegura que o “abafa” se dará no crime “organizado e desorganizado” visando reduzir delitos como homicídios, furto e roubo de veículo e tráfico de drogas, entre outros, com operações mais pontuais da Polícia Civil (PC) e da Brigada Militar (BM) sendo feitas no Vale. E que também deve haver reforço dos efetivos. “Temos hoje mais de 200 PMs em treinamento e queremos colocar esses homens na rua antes do final do ano, alguns deles na região. Não só vamos aumentar o policiamento como fazer mais operações com base em inteligência policial, planejamento e também aguardando os concursados que estão sendo chamados para treinamento”, explica o secretário, ao citar que algumas ações já deflagradas começam a mostrar resultado, “como a queda mensal de 254 veículos em ocorrência de roubo entre janeiro e junho”.
O secretário também assinala que pretende reforçar as parcerias com as prefeituras da região e suas guardas municipais. “Seja no videomonitoramento ou em outros convênios, como no caso de Novo Hamburgo. As ações das prefeituras não podem ser isoladas, mas em parceria conosco”, defende.
Mais tecnologia a favor da segurança
Conforme Jacini, uma ferramenta que já está sendo usada pelas polícias é o Clickview, software de inteligência que auxiliará nas estratégias de combate à criminalidade permitindo aperfeiçoar a gestão operacional e administrativa na análise de itens como o controle dos indicadores criminais. Na prática, o clickview permite uma análise mais ágil na extração de informações e dados, permitindo um raio-x mais preciso em denúncias e ocorrências de delitos por meio, por exemplo, de palavras-chave.
JORNAL NH