Correio do Povo: Polícia libera quatro dos cinco suspeitos por morte de mulher na frente de colégio na Capital

120

PoliciaPolícia Civil flagrou criminosos em uma série de ações ilícitas e efetuou as detenções

A Polícia Civil liberou quatro dos cinco suspeitos presos, ontem à noite, pela morte de uma mulher em frente ao Colégio Dom Bosco, no bairro Higienópolis, em Porto Alegre. Apenas um dos detidos teve participação confirmada no crime. Outros dois envolvidos no latrocínio já foram identificados. A Polícia informou que o grupo realizou uma série de crimes no bairro na tarde passada, entre eles, o que culminou na morte da representante comercial Cristine Fonseca Fagundes, de 44 anos.

De acordo com informações da Brigada Militar, a vítima tinha ido buscar o filho no colégio quando um homem se aproximou e anunciou o assalto na rua Ari Marinho, próximo à rua Eduardo Chartier. O disparo ocorreu no momento em que ela tentava tirar o cinto de segurança. O carro da vítima, um Honda Fit, não foi levado.

O criminoso fugiu em um Fiat Palio vermelho, onde era aguardado por outros três homens, em direção à avenida Plínio Brasil Milano. A BM faz busca na região.

Dias violentos

O crime ocorre um dia após um homem de 37 anos, identificado como Fabiano Lemos, ser executado na entrada do Hospital São Lucas da PUC. Na terça-feira, três mulheres foram assassinadas em Alvorada. A polícia acredita que o triplo homicídio tenha ligação com a morte de um casal, também registado na terça-feira. No último dia 14, a médica Graziela Müller Lerias, de 32 anos, morreu após ser baleada durante um assalto na Zona Norte de Porto Alegre.

Fonte:Rádio Guaíba e Correio do Povo