Presos irmãos acusados da morte de PM no início do mês em Cidreira

222

SDDDThales Ferreira Floriano foi morto com um tiro na cabeça durante operação da BM

JORNAL VS

Dois irmãos e um terceiro homem foram presos na madrugada deste sábado (27) acusados de envolvimento na morte do policial militar Thales Ferreira Floriano no dia 6 de agosto. O trio era considerado foragido da Justiça e foi capturado na Avenida Assis Brasil, em Porto Alegre. De acordo com informações da Brigada Militar, os três são moradores de Cidreira, cidade onde o PM foi morto durante confronto com traficantes. Eles foram presos temporariamente, e por isso, não tiveram os nomes divulgados.
Segundo a BM, um dos irmãos tentou fugir da abordagem policial e acabou sendo acertado por um tiro no calcanhar. Ele foi preso e estava com um simulacro de ferro de pistola na cor preta. O homem já tinha passagens por tráfico de drogas e furto qualificado. O outro irmão preso, além do envolvimento na morte do PM, também já tinha participação em outro homicídio, roubo à residência e veículos e assalto a pedestres. O terceiro preso tinha passagem por tráfico e lesão corporal.
Natural de Tramandaí, Thales era filho do atual secretário de governo da prefeitura local, Roberto Floriano, e da professora aposentada Isabel Floriano. Ele deixou a mulher e uma filha Clara de três anos. O saldado integrava o 2º Batalhão de Policiamento em Áreas Turísticas, em Tramandaí, e ingressou na Brigada Militar em 2009.