GAÚCHA: “Nunca se deve reagir”, diz secretário da Segurança de Gravataí após assalto

188
O prefeito de Gravataí, Marco Alba (PMDB), e o Secretário de Segurança Pública, Coronel Flávio Lopes. Foto: Reprodução

Coronel da reserva da Brigada Militar, Flávio Lopes teve carro roubado em frente à casa do prefeito

Com calma, e sem reagir. Assim encarou o secretário da Segurança de Gravataí a um assalto no final da tarde desta sexta-feira (7). Coronel da reserva da Brigada Militar, Flávio Lopes estava chegando à casa do prefeito da cidade, Marco Alba, quando foi abordado por dois homens armados com revólveres calibre 38. O crime ocorreu às 18h42, no bairro Oçório.

Lopes desembarcava do carro, um Kia Sportage, quando foi surpreendido. Ele diz que em nenhum momento foi identificado como uma autoridade de segurança.

“Foi totalmente ao acaso. Quando eu estacionei, eles caminhavam no sentido contrário e voltaram”, relata o coronel.

A ação foi rápida. Lopes diz que “sempre existe um temor”, mas que percebeu que os assaltantes eram objetivos.

“Deu para perceber que eles não estavam sob efeito de drogas. Eles apenas pediram a chave, que estava presa no cinto. Expliquei e entreguei”, diz.

Segundo o coronel, manter a calma é importante nessas horas e, principalmente, não reagir.

“A vida é o bem maior. O patrimônio se recupera”, ensina o coronel.

O secretário não estava armado na hora do assalto. O carro foi recuperado graças ao rastreador do smartphone. O veículo estava distante cerca de dois quilômetros, abandonado no bairro Auxiliadora. Até o momento, ninguém foi preso.

GAÚCHA