TEUTÔNIA: Comunidade prepara abertura de quartel

369

Construção feita a partir da união de forças locais foi concluída em dez meses

JORNAL A HORA

Sem dinheiro do governo do Estado, tendo como força principal o engajamento da comunidade. Com esse contexto ocorreu a construção da sede da Brigada Militar (BM) na cidade. A inauguração será na próxima quarta-feira, 26, às 17h. A obra avaliada em R$ 710 mil foi feita com ajuda financeira de entidades como Ministério Público, CIC, Executivo e demais voluntários.

A licitação iniciou em dezembro de 2015 e os 724 metros quadrados de área construída foram feitos em dez meses. A mão de obra teve um custo abaixo de R$ 1 mil o metro quadrado. De acordo com presidente do Conselho Comunitário Pró-Segurança Pública (Consepro), Egon Fritzen, o prédio tem tijolo maciço, o que custou mais caro, mas deu maior segurança ao quartel.

Conforme o presidente, esse é mais um empreendimento para atender a segurança pública feita só com parcerias da comunidade, sem contar com verbas do Estado. Os prédios do Corpo de Bombeiros Voluntário, Polícia Civil e da Polícia Rodoviária Estadual foram feitos nos mesmos moldes. “Nenhuma obra de infraestrutura no setor da segurança pública foi feita com verbas do governo do Estado”, ressalta.

O terreno de 1,1 mil metros quadrados foi cedido pela administração municipal por 15 anos. Em 2007, o Consepro iniciou pleito por ambiente próprio ao policiamento. Em 2013, o grupamento foi transferido para uma casa alugada de 70 metros quadrados, à margem da ERS-128, Via Láctea.

Em maio de 2016, a obra foi repassada para o Consepro concluir, sendo retomada em junho. A inauguração na próxima semana conta com a presença do governador José Ivo Sartori.

De acordo com a comandante, capitã Carmine Fontoura, a parceria com setores da sociedade foi fundamental. “Os diversos segmentos e setores da comunidade tiveram como objetivo produzir melhorias regionais. Existem diversas formas para melhorar a segurança pública nas comunidades.”

Série de improvisos

A 2ª Cia do 40º Batalhão de Polícia Militar sairá da casa alugada, no Centro Administrativo. O local onde a BM estabeleceu sede desde então tem um porão que alaga em dias de chuva. As paredes e o teto apresentam sinais de infiltração e as redes elétrica e hidráulica são antigas, causando problemas frequentes.

A garagem é outro problema, pois é muito pequena e abriga apenas dois veículos. Por mês, são investidos R$ 2 mil no aluguel do espaço.