“Homem chegou atirando gasolina em tudo”, relata motorista

152

Condutor do veículo que foi incendiado no Terminal Parobé disse que criminoso foi muito rápido

O motorista do ônibus, Aureo Reis, da linha 731 Parque dos Maias, incendiado no fim da tarde desta quarta-feira, no Terminal Parobé, no Centro Histórico de Porto Alegre, relatou que o criminoso entrou no veículo com um galão de gasolina aberto e ateou fogo rapidamente.

“Ele chegou atirando gasolina em tudo, eu fiquei molhado, pois o cinto de segurança travou. Quase não deu tempo de sair. Em seguida ele já ateou fogo e o painel começou a incendiar”, contou.

O condutor disse que havia estacionado o ônibus e os passageiros começaram o desembarque. Durante a saída das pessoas, o criminoso chegou e ingressou pela porta de embarque. ” O homem ordenou que todos descessem, ateou fogo e depois saiu correndo”.

O prefeito Nelson Marchezan Júnior deixou o Paço Municipal e foi até o terminal conferir o ocorrido. Ele acredita que a ação criminosa seja uma resposta à ofensiva das forças de segurança no Estado e na Capital dos últimos meses.

Correio do Povo