ZERO HORA: Custódia de presos em viaturas tira 36 PMs do policiamento das ruas de Porto Alegre

173
Há 12 vagas não ocupadas no Centro de Triagem
Foto: Omar Freitas / Agencia RBS

Ônibus-cela “Trovão Azul” também está superlotado. Enquanto isso, Centro de Triagem tem vagas sobrando

ZERO HORA

Um total de 36 policiais está sem atuar no policiamento das ruas de Porto Alegre, nesta quinta-feira (11), para custodiar detentos que aguardam vaga no sistema prisional. Além disso, dez viaturas da Brigada Militar estão sem circular para fazer a custódia dos presos.

Nas delegacias da Região Metropolitana de Porto Alegre, 153 presos aguardam uma vaga no sistema prisional. A pior situação, depois da Capital, é de Canoas – com 40 detidos nas delegacias.

Também há superlotação no ônibus-cela ¿Trovão Azul¿. Segundo a Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe), 54 detentos estão no veículo aguardando transferência – 24 a mais do que a capacidade estipulada.

Enquanto isso, em Porto Alegre, o Centro de Triagem está com vagas disponíveis, já que apenas 24 detentos estão no local. De acordo com a Susepe, o local está preparado para abrigar até 36 presos.

Quando inaugurado, a promessa do governo gaúcho era de que o centro receba até 84 detentos. Contudo, o número ainda é menor devido às obras no local.

Em resposta às vagas que estão sobrando no Centro de Triagem, a Susepe informou que o local será ocupado gradativamente.