Assaltante é morto e outro preso após confronto com a BM em Campestre da Serra

176

DINHEIRO RECUPERADO

Após a explosão de uma agência bancária em Campestre da Serra, policiais militares prenderam um homem e mataram outro durante buscas e confronto na região serrana neste sábado. Os cofres do Banco do Brasil foram explodidos durante a madrugada de hoje por quatro assaltantes.

Durante buscas na parte da tarde, os PMs visualizaram um homem no meio do matagal, aparentemente ferido. Houve confronto e os policiais reagiram e mataram o homem, identificado como Alexandre, 30 anos. Com ele foi apreendida uma mochila com grande quantia em dinheiro, um colete balístico e explosivos, além de uma pistola 9 mm utilizada no confronto. Um dos bandidos foi preso ainda na manhã deste sábado.

Outros dois bandidos envolvidos no crime ainda estão foragidos. A Brigada Militar realiza buscas na região. O Departamento Estadual de Investigações do Criminais (Deic) da Polícia Civil está investigando o caso. Segundo os delegados Joel Henrique Wagner e João Paulo de Abreu, do Deic, as ações foram cometidas por diferentes organizações criminosas.

Segundo ataque com explosivos

Em Boa Vista do Buricá, o Banco do Brasil e o Sicredi foram alvo de uma quadrilha fortemente armada com fuzis e espingardas também na madrugada desse sábado. Encapuzados e com roupas camufladas, quatro criminosos renderam moradores nas ruas e fizeram as vítimas de “cordão humano” no entorno das duas agências na avenida São José. Dezenas de tiros foram efetuados e veículos foram atingidos pelos disparos.

No ataque, um caixa eletrônico e o cofre do Banco do Brasil foram detonados, mas não houve êxito na obtenção de dinheiro. No Sicredi, três terminais foram destruídos pelos explosivos. Na fuga, os bandidos levaram três reféns juntos, sendo soltos depois no caminho rumo à Nova Candelária. Miguelitos foram espalhados para impedir uma eventual perseguição policial.

Fonte:Rádio Guaíba