‘Minha filha está viva graças à ajuda de todos’, diz mãe de bebê que engasgou

505
Reencontro: militares com Luciana e a pequena Lívia

Lívia Frantz Ribeiro, de um mês e cinco dias, contou com a ajuda de vizinho, dos bombeiros e Brigada Militar

JORNAL NH

A ação rápida e a competência de duas corporações salvaram a vida de Lívia Frantz Ribeiro, um mês e cinco dias, de Estância Velha, que se engasgou na madrugada desta terça-feira (27). A mãe da menininha, Luciana Frantz, 40, diz que por volta das 11h30 amamentou a filha, que chegou a arrotar. “Coloquei ela para dormir e por volta da 1h15 vi que estava agitada e que saía leite pelo nariz. Ela tinha dificuldade de respirar. Corri até a casa do meu vizinho Bráulio Morbach, que iniciou os primeiros socorros, com a orientação do sargento da Brigada Militar Volmar Presser”, relembra a mãe.

Enquanto isso, os soldados da BM Jocimar Nicolodi e Fábio Rodrigues foram até a casa da família para continuar com os procedimentos de primeiros socorros. “Também liguei para os Bombeiros”, destaca o sargento Presser. Em seguida, os bombeiros Daiane da Silva Rodrigues, Franciele dos Santos Oliveira, Rogério Olkoski e Vinícius Venturu chegaram ao local para dar sequência à reanimação do bebê, encaminhada ao Hospital Getúlio Vargas. “Minha filha está viva graças à ajuda de todos. Só tenho a agradecer”, destaca.

“A emoção é muito grande quando percebemos que a bebê começou a dar sinais de vida, com o choro”, relata a bombeira Daiana. O soldado BM Rodrigues também salienta que foi um alívio ver a menina bem. “Foi um caso atípico para nós, da Brigada, que geralmente atendemos ocorrências relacionadas a crimes”, diz.