Polícia tem dois suspeitos de terem explodido banco no Vale do Taquari

445
Os bandidos destruíram o pneu de uma viatura da BM |

Criminosos atacaram agência do Sicredi em Progresso neste sábado

A Polícia Civil apura mais um ataque ousado de criminosos contra agência bancária no Rio Grande do Sul. Desta vez, o alvo foi o banco Sicredi no município de Progresso, no Vale do Taquari.

A quadrilha quebrou o vidro do banco com uma marreta e colocou explosivos nos caixas eletrônicos. No ataque, três equipamentos foram explodidos.

Na fuga, os ladrões – em dois carros – levaram duas pessoas como reféns e depois as soltaram na saída da cidade. Moradores relataram que vários disparos de armas de fogo foram feitos durante a ação.

A Delegacia de Roubos do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), identificou que os criminosos fugiram para a localidade de Cerro Grande, que dá acesso aos outros pequenos municípios, como Fontoura Xavier.

Pela forma de agir, o delegado Joel Wagner, suspeita que os crimes tenham sido cometidos pela mesma quadrilha que atacou recentemente outros bancos na região, nas cidades de Boqueirão do Leão, Pouso Novo, além de Progresso – que já tinha sido alvo do mesmo tipo de crime em fevereiro. Na época, eles explodiram os bancos do Brasil e Banrisul.

Conforme a polícia, o principal suspeito de liderar os crimes é o foragido da justiça Ivo Francisco dos Santos Assis, 42 anos. Ele é procurado desde de 2012, sendo que foi condenado por um roubo a estabelecimento bancário ocorrido em Carlos Barbosa.

O bando liderado por ele, também tem como integrante Rudinei Lopes, 37 anos, resgatado por criminosos no mês passado da UPA de Lajeado, quando recebia atendimento médico.

GAÚCHA