31 meses de ilegalidades no RS

569

Um governo que faz dos servidores públicos do Executivo vítimas de um plano que já começou falido. Um governo que só cumpriu algumas leis aprovadas por manifestações públicas dos brigadianos. Um governo que parcela e atrasa salários há 21 meses causando prejuízos e crises em milhares de famílias. Este é o retrato da atual gestão do RS.

Os brigadianos não aceitam serem sacrificados enquanto o Legislativo e o Judiciário têm o pagamento em dia, salários mais altos e reajustes tramitando na Assembleia Legislativa. Enquanto os militares estaduais pagam juros ao Banrisul para receberem o salário, o governo simplesmente descumpre a lei o joga o pagamento do salário para até a segunda quinzena do mês seguinte ao trabalhado.

As ilegalidades persistem há 31 meses sem que nada aconteça. Os brigadianos se perguntam, até quando? Como um estado quer combater as ilegalidades, a criminalidade, se o próprio governo não cumpre a lei?

A ABAMF recorreu a todos os remédios jurídicos, mas nada fez o governo mudar a estratégia.

OS BRIGADIANOS QUEREM

RESPEITO E RECONHECIMETO. 

Pagamento de acordo com a lei, Já