Governo do estado apresenta proposta de carreira aversa ao proposto pelas entidades.

597

A ABAMF representada pelo seu presidente José Clemente  e Vice-Presidente , Jairo Rosa, participaram da reunião com o secretário de segurança Delegado Ronaldo, onde foi apresentada a proposta DO GOVERNO, de alteração na carreia

Em uma total quebra de palavra, quanto ao discurso de valorização da segurança pública, o governo do estado apresenta uma proposta de carreira totalmente desconfigurada do que a tropa discutiu e aprovou, validade em consulta feita pelo Comando da BM no início do ano.

Um dos pontos defendido pelo governo nesta proposta é o elevado tempo de interstício, manobra que visa entre outras situações, obrigar o servidor a ficar mais tempo na ativa ou faze-lo ir embora sem receber promoção. Quer fazer “FLUXO DE CAIXA” e diminuir gasto com previdência tolhendo a carreira dos servidores de nível médio.

Ficou claro após esta apresentação, que para o governo os servidores da Brigada Militar e dos Bombeiros Militar são servidores de SEGUNDA CLASSE, não merecem a isonomia de tratamento com as demais forças de segurança. Segundo o governo estas duas instituições não precisam ingresso com nível superior, o que nos leva a entender que o nosso trabalho é de menor relevância comparada as demais.

Não é este tratamento que os policias merecem, não é esta a carreira justa pelo trabalho que fazemos. Se os indicadores da segurança pública do RS estão bons, é fruto do trabalho árduo e com perca muitas vidas que se chegou neste patamar. Mas isso não é levado em consideração pelo atual governo de Eduardo Leite e do secretário de segurança Delegado Ranolfo. Somos números, números que se substituem com um novo concurso.

A ABAMF, juntamente com as demais entidades,  NÃO ficarão inertes a esta situação e CONVOCAM TODAS A CATEGORIA, ativos e inativos, pois além de carreira temos as demandas de recomposição de perdas salariais, para nesta TERÇA-FEIRA as 14HS na sede da ABAMF Porto Alegre, para a ASSEMBLEIA GERAL CONJUNTA DAS ENTIDADES fazer a deliberação das ações que serão tomadas.

MANIFESTAÇÃO DO PRESIDENTE DA ABAMF