ZERO HORA: Feltes admite aumento na contribuição previdenciária, mas descarta sobretaxa

19184896Um dos projetos, segundo o secretário, modifica de 13,25% para 14% o desconto nos salários dos servidores

Por: Rádio Gaúcha

O secretário estadual da Fazenda, Giovani Feltes, admite que o pacote para sanear as contas públicas pode rever a contribuição previdenciária dos servidores. Um dos projetos modifica de 13,25% para 14% o desconto nos salários. No entanto, Feltes afirmou que não haverá sobretaxa nos valores recebidos por aposentados e pensionistas, medida proposta pelo governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão.

O pacote de projetos elaborado pelo governo do Estado deverá ser votado até o final de 2016. A expectativa é que ele traga cerca de 40 matérias, prevendo a extinção de fundações e órgãos, a fusão de secretarias, mudanças nos repasses para os Poderes Judiciário e Legislativo, entre outras medidas polêmicas. Se todas forem aprovadas, o Piratini espera superar o déficit orçamentário, que em 2017 deve fechar em R$ 3 bilhões, até o ano de 2020.

– O que o governador vai falar hoje vai produzir efeito que, nós imaginamos que em 2020 a gente possa, eventualmente, ter um certo equilíbrio – relatou Feltes, em entrevista ao programa Timeline, da Rádio Gaúcha, nesta segunda-feira.

Em relação ao 13º salário dos servidores, o secretário da Fazenda voltou a dizer que o Piratini ainda não tem a fonte de receita para o pagamento. O Estado aguarda ajuda da União para quitar a gratificação natalina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *