VÍDEO: torcedores do Brasil-Pel e Brigada Militar entram em confronto em Rio Grande

151
Foto: Carlos Macedo / Agência RBS
Foto: Carlos Macedo / Agência RBS

Confusão teve início no intervalo do jogo entre Inter e Brasil-Pel no Estádio Aldo Dapuzzo

Torcedores do Brasil-Pel entraram em confronto com policiais do Batalhão de Choque da Brigada Militar durante o intervalo da partida contra o Inter, neste sábado, em Rio Grande. A confusão iniciou após provocação entre as duas torcidas, quando o Colorado já vencia o jogo por 1 a 0, válido pela semifinal do Gauchão. As informações são da

A Brigada Militar agiu para evitar que as torcidas entrassem em confronto. Torcedores do Xavante se exaltaram e entraram em confronto com os policiais, que responderam com bombas de efeito moral e gás de pimenta. Em seguida, os torcedores jogaram pedras e rádios contra os policiais. Uma barra de ferro foi arrancada por alguns torcedores, que ameaçaram partir para cima da polícia.

Confira imagens da confusão:

Uma criança passou mal devido ao spray de pimenta e teve de ser conduzida ao hospital. O Batalhão de Choque recebeu reforço do contingente que estava em outras áreas do estádio Aldo Dapuzzo. A confusão continuou e os torcedores do Brasil de Pelotas começaram a briga entre si.

A Brigada Militar informou que “houve provocações de torcedores e o spray de pimenta foi utilizado para evitar o uso do bastão”. O jogo ficou interrompido até o retorno da ambulância, que havia saído do estádio para atender torcedores que ficaram feridos no tumulto.

Na volta ao gramado, o técnico Rogério Zimmermann e jogadores do Brasil-Pel foram até os torcedores para tentar acalmar os ânimos. Após a confusão, muitos torcedores do Xavante começaram a deixar o estádio. Ao menos cinco torcedores foram detidos na confusão das arquibancadas.

*ZHESPORTES E RÁDIO GAÚCHA