A PLATEIA: Professor número 01 de Kapap ministra seminário na Fronteira

285

Diogo Duarte, santanense, destacou o crescimento da técnica em todo o Brasil e falou sobre sua visita

Diogo Duarte é santanense, mas já desenvolve trabalhos com artes marciais em Porto Alegre há muitos anos, bem como em todo o Brasil. A agenda do instrutor é cheia e já tem aulas marcadas para um grupo no Chile no mês de março. O destaque para a Fronteira foi a sua presença em Seminário ministrado na Academia Estúdio Movimento, em Rivera, no último fim de semana com alunos do professor Azambuja e demais interessados que participaram do curso. Esta é a segunda edição do Seminário, a primeira foi o ano passado.

Praticante do Kapap desde 2012, Diogo é o número um do Kapap no Brasil. Policial militar há 18 anos e com experiência de mais de 25 anos nas artes marciais, Diogo disse estar feliz com a visita à Fronteira e em poder ajudar os instrutores locais com os seus conhecimentos. Diogo também ficou feliz de ver crescer o interesse por esta técnica de defesa na Fronteira e ressalta a sua procura, mesmo que ela não seja usada como esporte ou técnica para competição.
O professor Azambuja comemorou a realização do evento mais uma vez e a participação de alunos interessados em conhecer um pouco mais da técnica e de poder falar sobre o Kapap para iniciantes, “esta arte marcial é apaixonante e ficamos felizes com o convite aceito pelo Diogo, para nós é uma honra aprender junto com ele”, disse.

Kapap é uma doutrina de combate composto por uma combinação de vários estilos de luta, como boxe, judô, Jiu-Jitsu Brasileiro, combate com bastão, armas de fogo, faca e rifle. A ênfase é colocada sobre o combate de mãos vazias contra cada uma dessas armas e arma contra arma. Kapap é adequado para todos os tipos de combate e permite ao praticante superar qualquer tipo de luta e prepara o aluno para quase todas as situações possíveis. Kapap não é um esporte e não tem competições. É na verdade uma grande mistura de sistemas de defesa pessoal que já tem feito discípulos por todo o mundo.
O Kapap é adequado a diferentes níveis de alunos: crianças, adolescentes, adultos (homens e mulheres), policiais, soldados, para as forças armadas e guarda-costas. Cada grupo segue um programa específico e adequado para sua profissão. Muitas mulheres procuram a arte para aprender técnicas importantes de defesa pessoal e para saber como agir em situações de risco e violência.