ZERO HORA: Polícia tenta identificar suspeitos de assaltar agente da Força Nacional em Porto Alegre

151
Policial roubado não estava trabalhando no momento do crime (Foto: Reprodução/RBS TV)

Crime ocorreu em um hotel localizado no centro da Capital

Por: Schirlei Alves

A 1ª Delegacia de Polícia de Porto Alegre investiga o assalto a um agente da Força Nacional na noite desta segunda-feira. O agente, que é policial civil e atua na força-tarefa de investigação de homicídiosfoi surpreendido fora do horário de trabalho, na recepção do hotel onde está hospedado. 

Segundo o delegado Paulo Cesar Jardim, o policial estava fora do horário de serviço e, por isso, não foi reconhecido como agente de segurança. A intenção dos assaltantes era roubar apenas a recepção do hotel. Mas, por conveniência, acabaram abordando o agente que estava distraído. Ambos os criminosos portavam armas, um revólver e uma pistola.

O relógio marcava 21h15min quando a dupla chegou a pé no Hotel Embaixador, na rua Jerônimo Coelho, no Centro Histórico de Porto Alegre. Eles se dirigiram à recepção e pediram dinheiro. Enquanto o funcionário pegava o valor disponível no caixa para entregar a um dos assaltantes, o parceiro dele caminhou na direção do policial e anunciou o assalto. A dupla fugiu com o dinheiro da recepção, o celular e a arma do agente.

_ Isso é uma coisa que pode acontecer com qualquer um, a qualquer momento e em qualquer lugar. Quantos policiais são assaltados não é mesmo? Ele era um hóspede, não estava na condição de agente. Os assaltantes foram com o objetivo de assaltar o hotel _ avaliou Jardim.

Segundo o delegado, os criminosos são suspeitos de assaltar lotéricas e outros hotéis em diferentes bairros da Capital. A polícia divulga dois telefones para possíveis denúncias anônimas (197 e 181) e contato de WhatsApp: (51) 98418-7814.