ZERO HORA: Ônibus é incendiado depois de morte de homem em confronto com a Brigada Militar em Cachoeirinha (VÍDEO)

208

Horas depois do confronto, veículo foi atacado em possível retaliação. Criminosos teriam recebido policiais militares a tiros na Vila da Paz durante a madrugada deste domingo

Ônibus foi incendiado em possível retaliação
Foto: Divulgação / Brigada Militar

Um homem identificado como Leonardo Franco Silva, o Leo, 24 anos, foi morto em um confronto a tiros com policiais militares na Rua Quatro da Vila da Paz, em Cachoeirinha, por volta das 4h20min deste domingo. Quando o domingo já havia amanhecido, por volta das 7h30min, os Bombeiros de Cachoeirinha foram acionados até a Rua Bonifácio Carvalho Bernardes, nas proximidades de onde aconteceu o confronto, onde um ônibus da empresa Stadtbus, que opera as linhas municipais e acabara de sair do terminal, estava incendiando.

Em virtude do ataque, a empresa retirou os ônibus de circulação na região durante a manhã deste domingo.

Pelo menos quatro homens teriam interceptado o ônibus e o incendiado. No momento do ataque, só o motorista estava no veículo. Ele não ficou ferido. O caso foi registrado na 1ª DP de Cachoeirinha, que investigará as circunstâncias. Há suspeita de que se trate de uma retaliação pela morte anterior.

De acordo com os PMs envolvidos no tiroteio, durante um patrulhamento, eles depararam com quatro homens armados que atiraram contra a viatura. Para se protegerem, os policiais teriam desembarcado e, depois de buscarem um abrigo, revidaram aos tiros. Ferido, Leo chegou a ser socorrido ao Hospital Padre Jeremias, mas não resistiu.

Pelo menos um dos outros suspeitos teria ficado ferido, mas conseguiu fugir. No local, foram recolhidas cápsulas de calibres 9mm, 32, 22 e 12. Com Leonardo, foi apreendido um revólver calibre 32 tendo quatro cartuchos deflagrados. Os policiais, que não tiveram ferimentos, relataram terem disparado pelo menos 20 vezes.