ABAMF denuncia falta de medicamentos no HBM

203
Entrega do documento na Casa Civil solicitando medicamentos para o HBM.

A falta e medicamentos para atender os Militares Estaduais fez o vice-presidente da ABAMF, Jairo Rosa, denunciar na reunião virtual da Comissão de Segurança e Serviços Públicos da Assembleia Legislativa, dia 15 de abril, a situação de escassez dos recursos. Jairo ocupou o espaço dos assuntos gerais para relatar que já houve a transferência de seis militares. “A secretaria da saúde não repassou medicamentos e classifica o HBM como um hospital particular. Um equívoco, pois o HBM – Hospital da Brigada Militar – atende todos os servidores estaduais que possuem convênio com o IPÊ. É um hospital público administrado pela Brigada Militar. O HBM não pode sequer comprar medicamentos”.

O deputado Faisal Karam sugeriu um pedido de posicionamento da Secretaria Estadual da Saúde, pois obteve outras informações da secretária adjunta. ” Nós, enquanto entidade, não conseguimos contato com a secretaria. Estamos aqui para construir uma solução. Foram 18 PMs mortos pela covid 19, em 2020, 300 contaminados em março de 2021″, destacou Jairo.

No dia 14 de abril, o vice-presidente da ABAMF, juntamente com outras entidades, e o deputado Dr. Thiago, entregou documento na Casa Civil solicitando medicação para o HBM.

Durante a reunião da Comissão e Segurança e Serviços Públicos, presidida pelo deputado Edegar Pretto, também foi aprovado, com 11 votos favoráveis, o requerimento do deputado Luiz Marenco solicitando audiência pública para debater a Modernização da Carreira dos Militares Estaduais de nivel médio no RS.

Paulo Rogério N. da Silva

Jornalista da ABAMF